Possível Cratera de Impacto nos Açores

Dezembro 18, 2009

Foi descoberta no fundo do oceano, ao largo dos Açores, uma cratera com mais de seis quilómetros de diâmetro. Os cientistas portugueses estão a apresentar esta descoberta na reunião anual da União Geofísica norte- americana, a decorrer em S.Francisco. Nesta reunião discute-se a origem desta cratera. Terá sido um meteorito ou um vulcão.

Imagens foram feitas com sistema de sondagem especial (imagem: EMEPC)

A depressão tem um formato circular, com seis quilômetros de diâmetro e uma ampla cúpula e, devido ao seu formato, foi chamada de “Ovo Frito”.

Uma equipa de cientistas portugueses descobriu uma depressão no fundo do Oceano Atlântico, perto dos Açores, que acreditam ter sido provocada pelo impacto de um meteorito. A cratera, ligeiramente circular, possui um diâmetro de seis quilómetros, e foi já apelidade de “ovo estrelado”, em alusão à sua forma. Citado pela Agência Lusa, o investigador Frederico Dias, da Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental Portuguesa (EMEPC), explica que esta é “uma descoberta importante do ponto de vista cientifico”, masressalva que “é necessário completar estudos para identificar a origem da formação geológica”. Já Manuel Pinto de Abreu, responsável da estrutura de Missão para a Extensão de Plataforma Continental, realçou, também à Lusa, a importância “económica” daquele tipo de formações geológicas. “No caso da nova formação geológica ter origem no impacto de um meteorito estará associada à concentração de metais, mas caso tenha resultado de um chamado vulcão de lama estará normalmente associado à ocorrência de metano, o que é importante do ponto de vista energético”, sublinhou. Estima-se que a colisão tenha ocorrido nos últimos 17 milhões de anos, a provável idade máxima do fundo basáltico da rocha submarina onde se encontra a cratera.

Fontes do Post : http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/2009/12/091218_crateraatlanticofn.shtml

http://tsf.sapo.pt/paginainicial/portugal/

Anúncios

Teoria sem cratera!!

Junho 29, 2009

 

Segundo estudo de um investigador  de Princeton e colaboradores, publicado  no  Journal of  Geological Society, Abril 2008 , a Cratera de Impacto no Golfo do México denominada de Chicxulub, terá sido formada  300.000 anos antes da extinção dos Dinossáurios, que ocorreu por volta de 65 M.a.

 

Gerta et al. 2009. New evidence concerning the age and biotic effects of the Chicxulub impact in NE MExico.  J. Geol. Soc., (166):393-411