Importância da Geologia

Há já alguns anos que lecciono a Biologia e Geologia no ensino secundário e aquelas coisas dos “calhaus” são muitas vezes vistos como conteúdos menores. Aborrecido, lá dou o meu sorriso amarelo. Compreendo a sede da biologia para quem aspira à medicina. A maioria dos meus alunos aspira a Dr. House  com muito euro ao final do mês. Não me parece que seja essa a realidade de todos os médicos. Quando refiro a importância da Geologia, olham-me desconfiados. Eu bem lhes mostro os movimentos de massa, as cheias, as praias que desaparecem, os cenários de uma erupção em Yellowstone. Vou convencendo alguns. Os que não ficam convencidos acabo por lhes dizer : ok, vão para medicina e salvem as vidas das vítimas das catástrofes naturais. Salvem as outras vidas também, mas com uma alma de ser humano por detrás da bata branca. Esta semana, um sismo na China. Violento, mortífero, mas não é das vítimas deste sismo que a Europa ficou chocada. É de um simples vulcão, num país que conhecemos por causa do “fiel amigo”, com um nome que lembra os vikings – Eyjafjallajokull!  Este pequeno viking está a despejar cinzas na atmosfera terrestre. E qual a razão de tanta preocupação?

Perdas diárias de 147 milhões de euros por dia!!! Estes custos deixam de fora os custos adicionais das transportadoras com o “reencaminhamento dos aviões, os cuidados com os passageiros retidos e com os aparelhos parados nos vários aeroportos”. Quatro dos cinco maiores aeroportos europeus, que movimentam em média 730 mil passageiros por dia e acolhem quase 6180 aterragens e descolagem, estavam ontem encerrados. Fonte : Público.

Ah!!! Agora já ficámos preocupados. A nossa pequenez frente ao pequeno Eyjafjallajokull. E a nossa impotência! Não podemos sancionar os islandeses por estarem a prejudicar passageiros e economias. Não podemos prever quando se vai calar o viking. Os analistas querem fazer previsões sobre o fim da erupção? Aguardem, por ao lado com um pouco de sorte temos um outro viking adormecido – o Hekla.

Os islandeses levam a vida nas calmas, desalojaram em segurança, com os cavalos e o resto do gado, e agora em segurança, contam histórias de elfos, gnomos e trölls à volta da fogueira. Talvez rindo à socapa pela ajuda que a Europa não lhes quis dar quando chegou a bancarrota.

Imagens : Jornal Público

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: