Sulcos Torrenciais

Fevereiro 14, 2010

Após uma forte chuvada, originam-se águas torrenciais que, não tendo canal fixo, escorrem livremente. Se o terreno for inclinado, realizam uma energética acção erosiva, arrastando consigo partículas que arrancam do solo, originando a formação de sulcos torrenciais. Esta acção manifesta-se mais intensamente em zonas desprovidas ou pobres em vegetação.

Anúncios

Carbonatação e formação de terra rossa

Fevereiro 14, 2010

As águas acidificadas podem reagir com a calcite (carbonato de cálcio), mineral que faz parte dos calcários, formando produtos solúveis. Assim, os calcários são alterados e destruídos por um processo químico.

CaCO3 (carbonato de cálcio) + H2CO3 (ácido carbónico) –> Ca (ião)  + 2 (HCO3-) (ião hidrogenocarbonato)

O cálcio e o hidrogenocarbonato são removidos em solução, deixando somente as impurezas insolúveis. Estas reacções químicas provocam o alargamento das fissuras nas quais a água se infiltra e circula.

O calcário contém, geralmente sílica e argila misturadas, e como essas substâncias não solúveis ficam no local, preenchendo bolsas e depressões. Esses depósitos, geralmente avermelhados devido à presença de óxidos de ferro, denominam-se – terra rossa.

Sobre meteorização


Colapso do doma em Montserrat

Fevereiro 14, 2010

A Soufrière, na ilha de Montserrat nas Caraíbas é um estratovulcão em zona de convergência de placas.
Após um longo período de dormência tornou-se activo em 1995 e desde então tem permanecido em vigilância “apertada”. Dia 11 de Fevereiro de 2010 ocorreu o colapso parcial do doma (cúpula de lava no topo do vulcão). Formação de grandes escoadas piroclásticas e uma coluna eruptiva obrigaram as autoridades locais a encerrarem o aeroporto.
Fonte : http://www.mvo.ms/