Ainda Dinossáurios

Setembro 20, 2008

Fóssil Liga Continentes do Sul

Dinossauro lança ponte sobre hiato geológico
Um fóssil de dinossauro com 95 milhões de anos, recentemente descoberto no Níger pelo paleontólogo e explorador residente da NATIONAL GEOGRAPHIC, Paul Sereno, acrescenta uma peça ao intricado quebra-cabeças da época em que Gonduana, o supercontinente do Sul,se separou.
 
Baptizado de Rugops primus (“primeira cara enrugada”) o fóssil é o único representante confirmado da família dos abelissauros, dinossauros carnívoros localizados em África. Descobertas anteriores de fósseis de abelissauros na América do Sul, na índia e em Madagáscar levaram alguns cientistas a crer que essas massas terrestres tinham permanecido unidas muito tempo depois de África se ter separado de Gonduana. Mas esta descoberta leva a crer que também África terá permanecido ligada mais tempo do que se pensava.

 Seja como for, afirma Sereno, o Rugops não era nenhum T. rex. “As suas mandíbulas não eram concebidas para esmagar ossos, e o seu focinho curto indica que se podia tratar de um necrófago que se alimentava de carcaças”, afirma Sereno. “No conjunto, o Rugops é um belo passo intermédio em direcção aos dinossauros carnívoros, com chifres e focinhos enrugados, que surgiriam mais tarde.”

Barbara S. Moffet

NATIONAL GEOGRAPHIC • JULHO 2OO4